MQA

PROJETO ELEVA EDUCAÇÃO, PRODUÇÃO LEGISLATIVA, ATUALIZANDO AS INFORMAÇÕES!





A Eleva Educação Eleva Educação lança projeto que estimula o desenvolvimento das habilidades socioemocionais. Na ocasião, haverá palestras dos especialistas Paul Tough, autor canadense do best seller “Como as crianças aprendem”, lançado originalmente no Brasil em 2014 com o título “Uma questão de caráter", e Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor do Insper.





Eleva Educação lança projeto que estimula o desenvolvimento das habilidades socioemocionais



 

No maior evento sobre o tema no país, o LIV será apresentado ao setor e as habilidades socioemocionais debatidas por personalidades renomadas na educação

 

As habilidades socioemocionais serão debatidas no maior evento sobre o assunto no país. No dia 1º de julho, no Rio de Janeiro, a ocasião vai marcar o lançamento oficial do programa da Eleva Educação – rede com cinco grandes escolas em Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro – que ajuda a compreender e desenvolver tais habilidades na educação de crianças e jovens. O Laboratório Inteligência de Vida (LIV), projeto composto por livros, dinâmicas, projetos colaborativos, jogos e séries audiovisuais de produção própria, será apresentado a educadores de todo Brasil. Além disso, haverá palestras dos especialistas Paul Tough, autor canadense do best seller “Como as crianças aprendem”, lançado originalmente no Brasil em 2014 com o título “Uma questão de caráter", e Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor do Insper.

 

O LIV tem o objetivo de desenvolver a proatividade, a perseverança, o pensamento crítico, a comunicação, a criatividade e a colaboração nos alunos, além de gerar um diferencial no aprendizado acadêmico da criança a curto e longo prazo.“Essas habilidades são essenciais para a formação integral do ser humano e, principalmente, para o exercício futuro de cidadania pautada na ética e na empatia”, afirma Caio Lo Bianco, coordenador do LIV. Ele explica, ainda, que o projeto direciona os estudantes para uma maior compreensão sobre os problemas da vida e como controlá-los, sempre respeitando o próximo

 

As aulas desenvolvem também a inteligência emocional de cada estudante, onde os alunos entram em contato com o mundo das emoções e sentimentos. “O LIV surgiu da ideia de que é preciso ensinar os alunos a lidarem com emoções, interagir com pessoas diferentes, trabalhar em equipe, ter iniciativa, entre outras características fundamentais não aprendidas em aulas convencionais”, explica Lo Bianco.

De acordo com o vice presidente do grupo, Marcio Cohen, a ideia da Eleva Educação é expandir o Laboratório de Inteligência de Vida para todas as escolas interessadas em desenvolver o lado socioemocional dentro da sala, com foco no que isso pode contribuir para o aprendizado acadêmico da criança e para a formação do adulto no futuro. “O LIV já está sendo aplicado na educação infantil e no ensino fundamental da Eleva Educação (Sistema Elite de Ensino, Colégio Pensi, Alfa, Coleguium e Escola Eleva), e escolas que já contrataram o programa separadamente”, diz Cohn. Mais informações em inteligenciadevida.com.br.

 







Lucas conclui análise de 2,5 mil leis em JP e preza por qualidade na produção legislativa



A Comissão Especial para Revisão das Leis em Desuso da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) conclui seus trabalhos no mês de agosto apresentando à sociedade uma legislação em maior consonância com a realidade atual. As leis estão sendo examinadas pelos membros da equipe, sob a presidência do vereador Lucas de Brito (PSL/Livres), que já avaliou o período de 2007 a 2016, abrangendo 2.573 leis aprovadas nos últimos dez anos. Este foi apenas um dos trabalhos realizados no primeiro semestre de 2017 pelo Gabinete do Parlamentar, que segue atuando mesmo durante o recesso.



Todas as leis foram analisadas de forma individual e agrupadas por temas para facilitar a divisão das que são passíveis de revogação. “Nossa assessoria realizou a análise minuciosa destas leis. Foram necessários meses de dedicação da equipe para realizar um trabalho de qualidade e deixar um legado para a cidade”, destacou. A Comissão foi instalada em março com a missão de fazer o levantamento de mais de 13 mil leis em vigor na cidade. Para facilitar o trabalho, o material foi dividido pelos sete membros que compõem a equipe. Ao final, o resultado será encaminhado para votação no plenário da Casa assim que as atividades forem reiniciadas.



Outra atuação do vereador na Câmara Municipal foi a realização de mais uma edição do programa Aprendiz de Vereador, que continuou convocando estudantes aprovados na seleção pública realizada em novembro de 2016. Os estudantes dos cursos de Direito, Economia e Comunicação Social tiveram a oportunidade de conhecer o funcionamento da Casa Napoleão Laureano e acompanharam o trabalho desenvolvido pelo Gabinete na revisão das leis municipais.



Em 2017, Lucas de Brito assumiu a vice-presidência da Casa e adotou a postura de exercer um mandato voltado para a eficiência da produção legislativa, sem preocupação com o número elevado de proposituras, mas com a qualidade das matérias apresentadas. “Estamos assumindo o ônus de ter a quantidade de proposituras diminuída com foco na otimização e organização da legislação municipal. O importante é ter leis eficazes para o cidadão”, ressaltou.



A qualificação profissional também é um destaque do mandato. Paralelo aos trabalhos realizados na Câmara Municipal de João Pessoa, neste primeiro semestre, o vereador concluiu o Mestrado em Direito Econômico na Universidade Federal da Paraíba, buscando oferecer à cidade mais conhecimento e preparo técnico no desempenho das atividades parlamentares.







Deca acredita que o Eixo Norte pode ser concluído em dezembro



O empresário José Gonzaga Sobrinho acredita que é perfeitamente possível que o trecho que está sendo retomado das obras do eixo norte da transposição do Rio São Francisco seja concluído no prazo anteriormente estipulado pelo Ministério da Integração Nacional, dezembro deste ano, “é preciso, no entanto, que o trabalho seja intermitente, a exemplo do que ocorreu no eixo leste, cuja conclusão acelerada pelo Governo Federal, impediu que Campina Grande e demais cidades abastecidas pelo açude Epitácio Pessoa tivessem um colapso total no abastecimento”, alertou.

“Vou somar às pessoas que irão reivindicar essa urgência no ritmo dos trabalhos”.

Firme no PSDB – Desmentindo categoricamente que tenha interesse em mudanças partidárias, o empresário, que é suplente de senador, destacou que tem participado da atividade política com o interesse único de colaborar com o desenvolvimento do Estado. “Se tem algo que vejo na sociedade é a opinião crítica acerca da atividade política e, infelizmente, notícias dadas sem a mínima apuração, contribuem apenas para diminuir a atividade pública”.